Retorne ao SPIN

10 de setembro de 2015

Moro quer mais poder para satisfação de seu instinto sanguinário

Moro é um ditador sanguinário em busca de mais poder, esse garoto de recados da Globo quer degolar o  réu, para ele(Moro), um  inimigo a ser eliminado sem direito a defesa, conforme os manuais do  Direito Penal do Inimigo (clique aqui). Moro quer detonar o réu ali mesmo no Paraná, evitando assim que a questão seja apreciada por um tribunal onde ele(Moro) não tem tanta certeza tanto poder de influência. Senão vejamos: os desembargadores(2a. isntância) estão fechados com Moro, o direito ao Habeas Corpus está suspenso no âmbito da Lava Jato, de forma que para aos "presos do Moro" só resta o STF como esperança enquanto Corte garantidora da CF e das garantias do cidadão.  O poder que o Moro quer para si não existiu nem no período mais sangrento da ditadura militar. Moro quer mais poder para satisfação de seu instinto sanguinário e de vingança, o que por sinal se coaduna com os planos dessa máfia midiático penal formada por Globo, PF, MP e JF do Paraná, esses energúmenos sem voto que, durante as 24 horas do dia, não pensam noutra coisa senão no Fora PT, como se o povo brasileiro não tivesse o direito de decidir sobre seu próprio destino.  É verdade que o Judiciário é falho, ocorre que suas falhas não residem na morosidade, pois quando a Justiça quer ser lenta, o é, vide o "mensalão tucano" que, como sabemos, dorme em algum escaninho do Judiciário esperando a prescrição das penas, de forma que o problema passa pela velha questão Casa Grande vs Senzala.
Evolução histórica da estrutura judiciária brasileira

http://jornalggn.com.br/blog/jose-carlos-lima-spin/evolucao-historica-da-estrutura-judiciaria-brasileira


Nenhum comentário:

Postar um comentário